Domingo, 1 de Maio de 2011

I Need a Heartbeat - 92 & 93

A tarde não tinha demorado, de facto, muito a passar, tinham aproveitado a mesma para visitarem Simone que ficara bastante feliz por as rever de novo, e pedira-lhes para voltarem mais vezes e com mais frequência. Assim que chegaram a casa aperceberam-se que já eram sete horas, fizeram o máximo de esforço para se despacharem a tempo, acabando por estar prontas, exactamente na mesma altura me Danny havia chegado.

- A que restaurante querem ir? – Inquiriu, ao vê-las pegar já nas malas.

- Ao do teu pai, claro. – Jess respondeu animada, entrando finalmente no carro do rapaz.

- Então bora lá. – Comentou num tom divertidíssimo, guiando até ao restaurante que tinha como gerente o seu pai.

Assim que os três se preparavam para atravessarem a estrada ouviram gritos - sem dúvida alguma, histéricos - o olhar dos três dirigiu-se até ao local de onde vinham os ditos gritos. E Jess e Kristen não podiam acreditar no que estavam a ver, um monte de raparigas – provavelmente fãns dos quatro rapazes que se encontravam em digressão -, a correrem na sua direcção.

- São elas! São as namoradas dos Kaulitz. – Uma das raparigas gritou num tom demasiado alto.

- O que é que é aquilo? – O rapaz questionou arregalando excessivamente os olhos, enquanto os três passavam para o outro lado da estrada a correr.

- Apenas posso dizer que estão redondamente enganadas. – Jessica afirmou com um ar talvez um pouco assustado, pois nunca tinha pensado em ser abordada daquela forma.

- Será que estão? Não lhes deviam dizer isso? – Fez uma pergunta de novo, entrando dentro do restaurante, tentando perceber se ainda alguém os seguia.

- Danny, achas?! – Respondeu-lhe um uma pergunta feita num tom de voz elevado.

O loiro levantou os braços em modo de defesa, estava ainda um pouco curioso com toda aquela situação. Finalmente tinham uma mesa livre, não demoraram muito até se sentarem nela, e pedirem o que queriam - O Tom está-me a ligar. – A loira anunciou um pouco nervosa, por ele lhe estar a ligar numa altura daquelas, quer dizer, além de estar a jantar com Danny, tinha sido quase atropelada por um monte de fãns, e não sabia ao certo de que maneira lhe havia dizer, apenas tinha a certeza que ambas as notícias que possuía, o iam preocupar mais do que já estava, mas no entanto, atendeu de imediato a chamada – Tom. – Disse, logo que pressionou o botão verde do telemóvel e o juntou ao ouvido; notava-se uma voz um pouco insegura por parte da rapariga.

- Que se passa? – O rapaz questionou, percebendo que algo se passava apenas pela voz dela – Incrível em como eu te ligo logo nestes momentos. – Comentou com uma gargalhada, no mínimo, seca – Onde estás? – Provavelmente tinha ouvido mais barulho que o normal.

- Vim jantar fora com a Kristen, e com o… - Cedeu – E com o Danny. – Disse finalmente.

- Com o Danny?! O Danny? Mas esse não é amigo do James?!! – Bombardeou-a com perguntas, começando-se a lembrar de mais e mais coisas que tivessem a ver com aquele rapaz, e James estava presente em quase todas. Notava-se que o tom dele tinha mudado ligeiramente quando a loira lhe contou com quem estava.

- Sim mas calma, eles não têm nada a ver um com o outro. – Tentou acalmá-lo revirando os olhos.

- Mas isso pode ser uma armadilha, oh Jessica vai-te lá embora! Guinchou exasperado; ela não conseguiu deixar de gargalhar com o que Tom tinha acabado de dizer.

- Vá lá, por favor. – Pediu rindo-se.

- O James não está mesmo aí? Tu estás-me a dizer a verdade? – Procurou saber com uma ponta de preocupação.

- Oh Tom não, só estamos os três. – Respondeu suspirando; já estava um pouco farta das dúvidas do rapaz, apesar de saber que lhe estava a mentir.

- Espero bem. Já sei! Guinchou a última frase – Vou mandar alguém vigiar-te. – Informou na maior das calmas.


- Estás a gozar comigo?! – Interrogou mudando imediatamente de expressão, dando um ar de indignada, intrigada – Livra-te de fazer isso!! – Ameaçou ainda com o mesmo tom de voz elevado.

- Pronto. – Deu-se por vencido e a rapariga podia apostar que o guitarrista revirava os olhos e bufava, naquele momento.

- Acho bem. – Respondeu autoritária – Ah tu não sabes o que aconteceu! – Guinchou mudando imediatamente o estado de espírito ao lembrar-se do que se tinha passado poucos minutos antes de chegar ao restaurante.

- O quê?! Foi o James? Apareceu aí? Eu disse! – Quase berrava esbracejando.

- Ai Tom, que obsessão!! – Exclamou chocada por o rapaz se lembrar de James pela mínima coisa – Quando estávamos a vir para aqui fomos abordados por um monte de fans que começaram aos berros, não tens noção.Não tinha ele noção de outra coisa.

- Mas fizeram-vos alguma coisa? Elas são doidas! – Perguntou intrigado; aquilo já era horrível para eles e já se estava a alastrar para elas.

- Não, apenas começaram a berrar. – Disse vagamente – Pois isso já eu percebi. – Concordou.

- Olha, estamos a ser fotografados! – O rapaz exclamou ao olhar de repente a porta do restaurante, e ver alguém com uma máquina fotográfica na direcção dos três mas ao ver que o tinham apanhado, tratou imediatamente de fugir; ou se esconder.

- Tom, eu tenho de desligar, depois ligo-te. Até logo. – A rapariga nem deu hipótese de Tom responder, desligando de imediato o telemóvel assim que acabou a frase.

Kristen olhou logo para trás, pois estava de costas para a porta e bufou não vendo lá ninguém.

- Foram aquelas fans de certeza. – Jessica palpitou com alguma raiva notada na voz.

- Eu já imagino as revistas amanhã. – A outra comentou já imaginando o que poderia ser a suposta notícia que os jornalistas iriam inventar; nem queria pensar sequer.

- Hey eu vou aparecer? – Danny perguntou-lhes indignadamente, com o choque presente na expressão que mantinha naquele momento no seu rosto.

- Até deves ser o assunto principal provavelmente. – Respondeu saturada.

- Podiam ter avisado antes, não gosto de fama. – Falou num tom queixoso.

- Adorava ser bruxa, mas como não sou. – A loira respondeu-lhe num tom literalmente cínico; ao que ele apenas conseguiu revirar os olhos.

Os três ficaram em silêncio o resto da refeição, talvez acabasse por ser melhor assim, pois as raparigas tentavam arranjar uma maneira que as livrasse de serem atacadas de novo por fãns, e Danny, ele não se queria meter num assunto que não lhe dizia respeito.

- Quero ir para casa. – A morena interrompeu o jantar, pousando os talheres sobre o prato ainda quase cheio. – Danny desculpa, mas

- Eu compreendo. – Respondeu com um pequeno sorriso. – Eu levo-vos até casa.

- Obrigada. – A loira agradeceu, pousando a sua mão sobre o ombro do rapaz, enquanto os três caminhavam até ao balcão para pagar.

- Vão, deixem isto por minha conta. – O pai do loiro murmurou, mostrando-lhes um sorriso simpático, ao que eles assentiram com a cabeça retribuindo a simpatia.

Atravessaram a passadeira com algum cuidado, não fossem de novo abordados com um monte quase infinito de fãns. Todo o caminho fora feito em silêncio, uma suspirava, a outra bufava, e assim sucessivamente, Danny não fazia a menor ideia do porquê de estarem tão melancólicas, deduziu que seriam saudades, ou então que apenas precisariam de uma boa e longa noite de sono.

- Obrigada Danny, nós depois ligamos-te e combinamos algo. – A morena informou, ao abandonar o carro dele junto de Jess.

- Fico á espera. – Sorriu como sempre, e arrancou a alta velocidade. Está atrasado para alguma corrida; as duas concluíram mentalmente.

publicado por s às 20:09
link | comentar | ver comentários (5) | favorito